Cooperativa recebe investimento do Programa Viva o Semiárido e é lançada em Betânia do Piauí

0
0
(Ascom SDR)

No último sábado (11), cerca de 500 pessoas participaram da solenidade de implantação da Cooperativa de Produtores e Produtoras da Chapada do Vale do Rio Itaim (Coovita). O evento aconteceu na cidade de Betânia do Piauí e teve início constituição da cooperativa, votação do estatuto, eleição da diretoria e presidência.

Participaram do evento o secretário do Desenvolvimento Rural, Francisco Limma; o diretor estadual de Inclusão Produtiva da SDR, Francisco das Chagas Ribeiro; a superintendente de Planejamento Estratégico da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), Rejane Tavares; o secretário de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Luís Coelho, além de outras autoridades locais e representantes de instituições bancárias; do Sebrae, do Emater, Adapi, Fetag, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, técnicos e criadores de toda a região.

Em sua fala, o secretário Francisco Limma evidenciou e parabenizou a iniciativa dos criadores e destacou a parceria com o Governo Estadual para a efetivação de políticas voltadas ao desenvolvimento produtivo do Piauí. Ao final da solenidade, membros da diretoria da Coovita homenagearam o gestor e os técnicos que acompanharam o processo de formalização da cooperativa.

Coovita

Com mais de 300 cooperados e um rebanho inicial com mais de 25 mil caprinos e ovinos, a Coovita surge como uma nova entidade com a função de congregar criadores da região, visando a organização da produção e o avanço no beneficiamento de carne e na comercialização.

A cooperativa tem o acompanhamento dos consultores do Programa Viva o Semiárido, coordenado pela Diretoria de Inclusão Produtiva da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Piauí (SDR). A assessoria jurídica foi realizada pelo advogado especializado em cooperativismo Daniel Turílio Rech.

Atualmente, 21 associações distribuídas em oito municípios do território – Acauã, Betânia, Curral Novo, Itainópolis, Jacobina, Jaicós, Paulistana e Queimada Nova – foram contempladas ou estão em fase de atendimento pelo Programa Viva o Semiárido, atendendo 1.227 produtores e resultando num investimento superior a R$ 9,6 milhões.

FONTE: CCOM

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA